Search here:
Cirurgia do Suor (Hiperidrose)

A hiperidrose primária é uma doença caracterizada pelo suor excessivo além das necessidades termorreguladoras do organismo. Embora sua causa seja desconhecida, sabe-se que está associada à hiperatividade do sistema nervoso simpático, responsável pelo estímulo às glândulas do suor.

Cerca de 2,8% da população mundial sofre de hiperidrose e o fato interessante é que muitos desconhecem que existe tratamento ou até mesmo que tal condição é de fato uma doença.

Sintomas

Os sintomas são de suor excessivo localizado, habitualmente, em mãos, axilas, face, pés, couro cabeludo, etc.

Em geral, os pacientes que sofrem deste mal tem a necessidade de trocar camisas ou camisetas diversas vezes ao dia, sentem dificuldade ou vergonha de cumprimentar as pessoas ou até mesmo de executar trabalhos manuais.

Diagnóstico

O diagnóstico é clínico, baseado na história do paciente e no exame físico.

Tratamentos

Eles se dividem em 2 modalidades: não-cirúrgicas e cirúrgicas.

Toxina botulínica, medicamentos anti-colinérgicos e cremes, são opções de tratamento não cirúrgico, em geral, indicados para casos mais leves.

A forma de tratamento definitivo é a simpatectomia ou cirurgia do suor. O procedimento consiste no bloqueio do gânglio da cadeia simpática, em geral, realizado de forma minimamente invasiva (cirurgia por vídeo).

Estudos recentes avaliando os resultados dos pacientes submetidos à simpatectomia por vídeo mostraram significante melhora na qualidade de vida desta população, com taxas de satisfação superiores a 90%.
Desta forma, é de fundamental importância que o paciente consulte o especialista, tanto para avaliação individual cuidadosa de cada caso, como para indicar o procedimento de acordo com severidade dos sintomas e esclarecer eventuais dúvidas.

FICOU COM DÚVIDAS? GOSTARIA DE AGENDAR UMA CONSULTA?